Fechar

Livre-se da Compulsão

A compulsão se apresenta de variadas formas, desde o consumo excessivo de açúcar até o uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas.

O combate à compulsão só é possível com a quebra do seu circuito, ou seja, com a decisão de retirar-se, ainda que por um período curto de tempo, de seu dia-a-dia, de sua rotina.

Livre-se destes comportamentos e ganhe acesso a um imenso volume de energia que poderá ser usado para impulsionar sua vida e seus projetos.

No mês de julho, o Vida Livre – Saúde Emocional iniciou as atividades de imersões voltadas para o tratamento da compulsão.

Tome uma decisão que pode mudar sua vida.

Ligue e informe-se: TELEFONE - TELEFONE

  • Entrada
  • 12998456_155238218206364_1917766852297990642_n
  • 13012890_155236524873200_1031852379620126405_n
  • 13012617_155238228206363_5287924972030169104_n
  • 13043715_155238321539687_8320524943569119914_n
  • 13012764_155236521539867_6940516044406386466_n

Técnicas Utilizadas

No Centro de Reabilitação Vida Livre adotamos uma abordagem transpessoal e sistêmica, ou seja, entendemos que o paciente é um todo, físico, emocional, mental e espiritual, que somente pode ser reconhecido se em seu estudo e compreensão empregarmos conceitos e princípios emanados de diferentes ciências.

As técnicas terapêuticas transpessoais têm por objetivo facilitar o melhor entendimento de si mesmo, das pessoas ao redor, dos relacionamentos amorosos e familiares, dos problemas, dificuldades e bloqueios. Promovem o reencontro do paciente com a sua supra-consciência, a sua “voz interior”, permitindo-lhe recuperar o poder pessoal e a capacidade de vivenciar os desafios da vida com clareza, paz e serenidade.

Através das técnicas transpessoais, podem ser encontradas soluções para questões que há muito ficaram sem resposta, que antes pareciam insolúveis ou que simplesmente eram desconhecidas pelo paciente, até então.

Acima de tudo, as técnicas terapêuticas transpessoais permitem ao paciente aprender a focar sua mente no presente, no Aqui e no Agora, tornando-se mais consciente dos pensamentos, ações e emoções, sem se julgar, desenvolvendo e fortificando, assim, a sua confiança interna.

A abordagem transpessoal se utiliza dos conhecimentos da psicologia, das tradições filosóficas e sagradas do oriente e do ocidente, bem como da biologia e da física contemporâneas.

Já o trabalho sistêmico fenomenológico baseia-se na própria concepção da vida, do fluir do desenvolvimento natural. Estamos inseridos dentro de um grande sistema contínuo, composto de diversos elementos que se interagem e de certa forma são interdependentes uns com os outros.

Nascemos dentro de um sistema familiar, que existe há milhares de anos e do qual não sabemos todo o histórico. São gerações atrás de gerações, com muitas histórias, acontecimentos, e situações felizes e trágicas. Herdamos dos nossos pais e ancestrais toda uma carga morfogenética e não temos consciência dos padrões, das crenças e até mesmo das histórias repetidas que acontecem dentro da nossa família.

A abordagem sistêmica proporciona ao paciente a oportunidade de encontrar internamente o seu lugar de força, ver com clareza o que interrompe o fluir de sua vida e reordenar os fios que tecem a sua história.