Fechar

Livre-se da Compulsão

A compulsão se apresenta de variadas formas, desde o consumo excessivo de açúcar até o uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas.

O combate à compulsão só é possível com a quebra do seu circuito, ou seja, com a decisão de retirar-se, ainda que por um período curto de tempo, de seu dia-a-dia, de sua rotina.

Livre-se destes comportamentos e ganhe acesso a um imenso volume de energia que poderá ser usado para impulsionar sua vida e seus projetos.

No mês de julho, o Vida Livre – Saúde Emocional iniciou as atividades de imersões voltadas para o tratamento da compulsão.

Tome uma decisão que pode mudar sua vida.

Ligue e informe-se: TELEFONE - TELEFONE

  • Entrada
  • 12998456_155238218206364_1917766852297990642_n
  • 13012890_155236524873200_1031852379620126405_n
  • 13012617_155238228206363_5287924972030169104_n
  • 13043715_155238321539687_8320524943569119914_n
  • 13012764_155236521539867_6940516044406386466_n

Tratamentos

No Vida Livre, o tratamento acontece em regime de imersão voluntária, para dar ao paciente uma chance de fugir das distrações e gatilhos comumente encontrados na vida diária, permitindo-lhe se concentrar em obter, física e mentalmente, melhor recuperação.

Na imersão voluntária, tratamentos específicos, baseados em métodos eficazes, já experimentados e comprovados há mais de de 18 anos pela equipe profissional do Vida Livre, são oferecidos aos pacientes segundo sua necessidade individual, conforme seus problemas estejam relacionados com o abuso de álcool, dependência de substâncias químicas, distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, compulsão alimentar), depressão, ansiedade, estresse, dificuldades de relacionamento, jogos de azar, TOC e outros transtornos.

Nossos programas de tratamento também levam em consideração a necessidade do paciente descobrir que existe vida longe do álcool, das substâncias químicas, dos jogos ou de outros comportamentos viciantes, e que um tratamento só pode ser visto verdadeiramente como um sucesso se o paciente voltar a valorizar o seu papel na sociedade e reconhecer a sua capacidade de levar uma vida plena sem o vício.