Fechar

Livre-se da Compulsão

A compulsão se apresenta de variadas formas, desde o consumo excessivo de açúcar até o uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas.

O combate à compulsão só é possível com a quebra do seu circuito, ou seja, com a decisão de retirar-se, ainda que por um período curto de tempo, de seu dia-a-dia, de sua rotina.

Livre-se destes comportamentos e ganhe acesso a um imenso volume de energia que poderá ser usado para impulsionar sua vida e seus projetos.

No mês de julho, o Vida Livre – Saúde Emocional iniciou as atividades de imersões voltadas para o tratamento da compulsão.

Tome uma decisão que pode mudar sua vida.

Ligue e informe-se: TELEFONE - TELEFONE

  • Entrada
  • 12998456_155238218206364_1917766852297990642_n
  • 13012890_155236524873200_1031852379620126405_n
  • 13012617_155238228206363_5287924972030169104_n
  • 13043715_155238321539687_8320524943569119914_n
  • 13012764_155236521539867_6940516044406386466_n

Constelação Familiar

As Constelações Familiares são uma inovadora abordagem psicoterapêutica e energético-espiritual, que põe em evidência os profundos laços que unem uma pessoa à sua família, inclusive às gerações mais longínquas.

Estes laços são de tal maneira poderosos que, quando membros de uma dada geração deixam situações por resolver, membros das gerações posteriores sentir-se-ão irresistivelmente empurrados para a sua resolução, permanecendo prisioneiros de fatos que, muitas vezes, sequer têm conhecimento.

Desenvolvida por Bert Hellinger a partir de observações empíricas, fundamentadas em diversas formas de psicoterapia familiar, no decurso de uma Constelação Familiar, de maneira misteriosa e quase mágica, forças conflituosas complexas, que atuam nos sistemas humanos, se revelam. Da mesma forma, desvela-se-nos o caminho para encontrarmos as soluções, que até então nos pareciam inacessíveis ou inimagináveis.

O método permite que se trabalhe o sistema familiar a partir do paciente, sem a presença dos demais membros da família. Trata-se de uma terapia individual, realizada com o concurso de pessoas que se prestam voluntariamente a servir de representantes dos membros da família daquele cuja Constelação Familiar estiver sendo configurada.

Os participantes convocados a representar um membro da família do constelado, passa a se sentir exatamente como a pessoa a qual representa, às vezes reproduzindo, de forma exata, sintomas físicos, mesmo sem nada saber a respeito dela. Esse fenômeno, ainda muito pouco compreendido, vem sendo explicado pela teoria de evolução dos “campos morfogenéticos”, e pelo conceito da Física Quântica de não localidade.

Para saber mais sobre a técnica, por favor, clique aqui.