Fechar

Livre-se da Compulsão

A compulsão se apresenta de variadas formas, desde o consumo excessivo de açúcar até o uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas.

O combate à compulsão só é possível com a quebra do seu circuito, ou seja, com a decisão de retirar-se, ainda que por um período curto de tempo, de seu dia-a-dia, de sua rotina.

Livre-se destes comportamentos e ganhe acesso a um imenso volume de energia que poderá ser usado para impulsionar sua vida e seus projetos.

No mês de julho, o Vida Livre – Saúde Emocional iniciou as atividades de imersões voltadas para o tratamento da compulsão.

Tome uma decisão que pode mudar sua vida.

Ligue e informe-se: TELEFONE - TELEFONE

  • Entrada
  • 12998456_155238218206364_1917766852297990642_n
  • 13012890_155236524873200_1031852379620126405_n
  • 13012617_155238228206363_5287924972030169104_n
  • 13043715_155238321539687_8320524943569119914_n
  • 13012764_155236521539867_6940516044406386466_n

Início

O Vida Livre II surgiu como uma consequência natural das várias experiências positivas que tivemos durante os anos com trabalho de auto conhecimento.

Não acreditamos em sedação e coerção físicas ou mentais como recursos nos tratamentos de adicção em drogas ou álcool.

Depois de anos de experiência verificamos que apenas o AUTO CONHECIMENTO pode livrar uma pessoa dos vícios e automatismos.

Assim, trabalhamos com as mais modernas técnicas de terapia, de um modo bem intensivo e temos conseguido obter resultados altamente satisfatórios.

Para nós, os adictos não são manipuladores sem vergonhas ou egoístas sacanas, como muitos classificam, nem pessoas que devam perder seus direitos básicos na sociedade, como muitas vezes acontece. Mas tão somente buscadores da luz que entraram por um atalho errado.

São pessoas que não se conformam com a mediocridade do cotidiano, que não veem sentido nos relacionamentos desgastantes, que querem “algo mais” da vida mas não sabem como conseguir o bem estar, os momentos de felicidade sem o uso de qualquer substância.

Nossa meta é orientá-los para que passem a confiar em si mesmos, mostrar como é possível ficar de bem com a vida e criar para si mesmos novos horizontes.

Esperamos assim que consigam responder às questões básicas da vida: Quem sou eu? Onde estou? O que estou fazendo aqui?